O termo latino Sapere Aude - Ouse Saber - traduz a essência de todo conteúdo deste blogger. Nosso desejo, aqui, é ajudá-lo a mergulhar em ideias que produzam um bem estar de prazer nesse imensurável mar de conhecimento. Logo, contribuiremos da melhor maneira possível para que indivíduos sejam “libertados das suas cadeias e curados da sua ignorância” – como imaginava Sócrates. Portanto, saia da caverna, AGORA, e aproveite o máximo que puder. Um abraço...

FlashVortex.com

terça-feira, 4 de setembro de 2012

A Guerra de Tróia - Um filme de Georgio Ferroni



Do diretor italiano Georgio Ferroni o filme, Guerra de Tróia (La Guerra di Troia, 1962), trás em seu elenco principal: Steve Reeves como Eneias, Juliette Mayniel no papel de Creusa, John Drew Barrymore (Ulisses), Lidia Alfonsi (Cassandra) e, por último, Warner Bentivegna como Paris. O filme conta a história de Eneias  um dos mais importantes guerreiros troianos - ao lado de Heitor, filho de Priamo (Carlo Tamberlani), Rei de Tróia, - e da invasão e destruição da cidade pelos gregos. O filme começa com a morte de Heitor após um confronto direto com Aquiles (Arturo Dominici) por causa da morte de Pátroclo, o seu grande amigo. A morte de Heitor aumentou, ainda, mais a desesperança dos troianos diante  do pode bélico dos gregos e do seu grande guerreiro - Aquiles. Eneias,  grande amigo de Heitor, portanto, se vê na responsabilidade de proteger, muito mais agora, os troianos da invasão dos gregos  provenientes de uma guerra que há anos se alastra. Uma guerra que, precisamente, já se avança por 10 anos e que se deu início com o rapto de Helena (Edy Vessel) - a mais bela mortal, esposa de Menelau (Nando Tamberlani), Rei de Esparta -  por Páris, filho mais novo do Rei Príamo. E neste turbilhão de acontecimentos está o corpo de Heitor que levado por Aquiles estava destinado a não receber a cerimônia religiosa fúnebre. Príamo, o pai, se despi de sua nobre posição e vai ao encontro de Aquiles e pede para levá-lo e realizar, assim, o rito de passage. Príamo com as ordens de Aquiles parte, agora, com o corpo do seu filho  rumo a fortaleza de Tróia. Já em casa o rei reúne o Conselho e ordena que Eneias com o seu prestígio regimente todo guerreiro pronto para lutar a favor de Tróia. Enquanto isso Príamo parte ao acampamento dos gregos afim de propor uma trégua e, com isso, ganhar
tempo para que Eneias consiga reunir homens e armas. A trégua é feita e como troca Aquiles pede, ademais, oito reféns sendo um de sua própria familia  como garantia e uma grande quantidade de madeira. Madeira esta que mais tarde erigiria o famoso Cavalo de Tróia. O diretor, Georgio Ferroni, procura pontuar os passos desse épico confronto desde a morte de Heitor até o fátidico dia da invasão dos muros da cidade de Tróia e, também, do seu recomeço, agora, sob a liderança de Enéias. Eis, então, o belo filme para mergulhar neste universo fabuloso do mito. Um abraço e até a próxima.

A Guera de Tróia (1962) - Filme Completo
Tróia - Documentário

3 comentários:

  1. Interessante esse filme! Gostei!

    abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tive tempo pra assistir esse filme, mas sempre me interessei por ele. Quero inclusive agradecer por nos disponibilizar o vídeo. Vou assistir agora mesmo!

    E eu concordo com você sobre a super produção. Acho que os diretores deveriam investir, afinal, ainda é um clássico. E quanto a versão de 1918, aqui está o link http://www.youtube.com/watch?v=e1oAQ_VD6yg

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marcelo. É,relamente, muito interessante. Espero que gostes. Um abraço...
    **********************************
    Oi, Rubi. É um excelente filme. Fico, aqui, na torcida para que gostes. Um abraço...

    ResponderExcluir

Fugitivos da caverna comentam, aqui: